10 imagens que mostram de onde a carne realmente vem



Muitos de nós apenas vemos os pedaços de carne quando já estão empacotados no mercado ou dentro da geladeira*. Infelizmente, as embalagens e as empresas ocultam a informação sobre a verdadeira origem dessa carne.

Afastados à força de sua família com poucos dias de vida, os animais são mantidos solitários em celas escuras, entre barras de metal, sem nunca terem a oportunidade de conhecer o amor e a compaixão. Eles sentem dor e medo e seus dias são completamente miseráveis e dolorosos.

A vida dos animais é tão valiosa para eles quanto a nossa para nós. E eles se desesperam ao sentir que vão lhes tirar seu bem mais precioso.

Toda carne comercializada vem de fábricas industriais como as mostradas nas fotos abaixo**. Enquanto houver pessoas que acham difícil e doloroso vê-las, haverá esperança. Você pode ajudar a acabar com essa cruel insanidade adotando uma dieta mais saudável e que não dependa do sofrimento de ninguém.


NOTA DA NATUREZA EM FORMA: 

O texto acima e as fotos desta postagem são da Mercy for Animals Brasil. Após as imagens abaixo, nós, da Natureza em Forma, mostramos como é perfeitamente possível a mudança de hábitos alimentares, e mais fácil do que muitos pensam. Não deixe de ler nossas recomendações. Os animais e o planeta (ah, e seu corpo também) agradecem.

*Veja também o vídeo Frango ao Reverso, da PETA.

**Não caia na conversa mole de "abate humanitário" que a indústria da carne (de qualquer animal) tenta empurrar. O documentário A Carne É Fraca, do Instituto Nina Rosa, por exemplo, foi todo filmado dentro de empresas que dizem fazer "abate humanitário". Assista, veja o que significa humanidade para eles e imagine então o que deve ser o abate não humanitário. 













Animais não são alimento, nenhum deles. Eles não são comida nem escravos dos humanos. Sentem como todos nós e por isso merecem a vida e a liberdade. A alimentação vegana, sem carne de qualquer tipo ou derivados (laticínios, ovos, mel), já está provada como sendo a mais saudável para os humanos. Quem opta pelo veganismo está fazendo um bem pelos animais e para sua própria saúde e vida. E não é difícil nem caro. Quer uma ajuda para começar a parar de comer carne? O primeiro passo é a informação. Aprenda com quem já vive esse estilo de vida: pergunte, pesquise. Use as redes sociais para expandir seu conhecimento sobre vários assuntos, inclusive esse, que é vital para você e milhões de vidas inocentes. Há diversos grupos sobre o tema no Facebook. Listamos abaixo alguns deles:

Troll Ajuda disponibiliza uma lista de produtos (não só para alimentação) livres de crueldade animal e oferece sempre diversas dicas para iniciantes;

Veganismo é um dos maiores grupos sobre o tema no Facebook, com quase 50 mil membros sempre compartilhando experiências e tirando dúvidas; 

Musculação Vegana é voltado para os praticantes de atividades físicas. Nele, você pode ver como é preconceituosa e errada a ideia que algumas pessoas tentam propagar, de que vegetarianos e veganos são fracos fisicamente (muito pelo contrário, veganos são mais fortes e saudáveis). O grupo oferece diversas dicas de alimentação e suplementação vegana;

Veganismo Popular desmitifica outra inverdade. Veganismo não é caro. É perfeitamente viável seguir uma alimentação diária sem crueldade animal e sem maltratar seu bolso.

Além dos grupos, o Mercy for Animals Brasil disponibiliza um Guia Vegetariano gratuito em seu site. Nele, você encontra diversas informações que podem norteá-lo no começo de uma nova vida. O Desafio 21 Dias Sem Carne também pode ser uma boa forma de começar.

Existem ainda sites e blogues com deliciosas receitas veganas, fáceis e baratas de fazer. Estes são alguns:




Viewganas (canal do YouTube especializado em versões veganas de receitas tradicionais com carne)

Essas são algumas dicas. Na vasta rede da internet, é possível encontrar muito mais. Sabemos que mudanças de hábito são difíceis, mas todos que optaram por qualquer mudança deram o primeiro passo em algum momento da vida. E mudanças podem ser graduais. Comece aos poucos, dê um passo de cada vez.

Mas já saiba desde o começo que abraçar o veganismo é uma mudança e tanto, que fará um imenso bem para você, para os animais e para o planeta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário