Crescimento e desenvolvimento de crianças vegetarianas



Confira entrevista com o médico e nutrólogo Dr. Eric Slywitch, publicada pelo Instituto de Pesquisa, Capacitação e Especialização (IPCE).


- Estudos mostram que crianças vegetarianas, quando seguem uma dieta bem balanceada, não têm deficiência de crescimento em relação às outras. Basicamente, quais os alimentos que não podem faltar em uma dieta vegetariana para crianças, garantindo assim seu desenvolvimento normal?

Diferentemente do que muitos imaginam, a dieta vegetariana não é composta apenas por verduras e legumes. A base da alimentação é a mesma da dieta onívora. Os alimentos mais calóricos são preconizados como base da dieta.

Assim, a criança vegetariana utiliza todos os alimentos do grupo dos cereais (arroz, trigo, milho, centeio, cevada, pães, macarrões...), das leguminosas (todos os feijões e derivados), oleaginosas (após o primeiro ano de vida ou o terceiro, caso haja história de alergia familiar), frutas, hortaliças (verduras, legumes e vegetais amiláceos – que para vegetarianos são classificados juntamente com as hortaliças, e não com os cereais) e óleos.

- Como garantir os nutrientes necessários na fase da adolescência, período em que o crescimento rápido faz aumentar a demanda de vários nutrientes, incluindo a proteína?

Utilizando e variando os alimentos dos diversos grupos alimentares.

O único nutriente que pode estar ausente na dieta vegetariana, quando os ovos e laticínios não são consumidos, é a vitamina B12, que deve ser suplementada nessas condições.

O planejamento nutricional adequado fornece todos os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento, segundo diversos artigos científicos publicados que, inclusive, demonstram que os adolescentes vegetarianos têm um cardápio mais diversificado do que os onívoros.

A deficiência proteica é um mito na dieta vegetariana, não sendo embasada por inúmeras publicações científicas. Da mesma forma, a deficiência de ferro não é mais prevalente nos vegetarianos quando comparada com onívoros.

- Na fase da adolescência, além de ingerir os alimentos corretos, é necessário tomar suplementos de nutrientes?

As diretrizes para suplementação na infância, assim como para todas as fases da vida, são as mesmas para vegetarianos e onívoros.

A única diferença está no uso da vitamina B12, que deve ser sempre suplementada na infância, gestação e lactação, independentemente do uso de ovos e laticínios, assim como para os vegetarianos que se abstêm do consumo desses alimentos.

- Crianças precisam de energia. Como a dieta vegetariana tende a ter menos calorias, quais os alimentos que poderão suprir essa necessidade?

As dietas vegetarianas tendem a ter menos calorias do que as onívoras, mas ultrapassam, sem nenhuma dificuldade, a necessidade calórica diária.

Lembre-se de que a dieta vegetariana não é composta somente por verduras e legumes.


Foto: Reprodução


NOTAS DA NATUREZA EM FORMA:

1. Quais as diferenças entre vegetarianos, vegetarianos estritos e veganos? Saiba aqui.

2. Acompanhe nossa série semanal sobre veganismo na infância. Clique no marcador abaixo e leia as matérias anteriores!

Nenhum comentário:

Postar um comentário