Ativista coloca outdoor sobre veganismo em movimentada avenida de Brasília

    Foto: Divulgação


Dez de novembro de 2016. Em Águas Claras, cidade-satélite de Brasília (DF), um outdoor inusitado podia ser visto por quem passava pela movimentada avenida Castanheiras. Na imagem, um porco atrás das grades e o seguinte questionamento: "Já pensou ficar a vida toda preso em seu carro?".

O trabalho, que junto com a reflexão trazia um convite para o público conhecer o documentário Terráqueos - um dos mais conhecidos para conscientização sobre o veganismo -, foi obra do ativista vegano Leonardo Machado, que percebeu essa nova forma de conscientizar as pessoas e contratou o espaço para promover o tema.

O site Mapa Veg entrou na época em contato com o ativista para saber mais a respeito e fez uma entrevista com ele. Confira.

Mapa Veg - Leonardo, que importância você vê nesse tipo de ativismo?

Leonardo Machado - Com o outdoor, podemos atingir um público bastante diversificado que não teria acesso a essas informações exclusivamente por meio das redes sociais. É importante levarmos à população uma mensagem curta e direta que provoque um questionamento interno. Todo o sofrimento que causamos aos animais não é por pura maldade, mas simplesmente por ignorância. A maioria dos consumidores não chegou a fazer uma escolha entre explorar animais ou não explorar. As pessoas simplesmente reproduzem comportamentos que lhes foram transmitidos como normais.

Quando deparadas com uma oportunidade de conhecer o outro lado, aí sim, poderão tomar uma atitude que então chamaremos de escolha. Acredito que a educação é o fator-chave para o veganismo, muito mais forte que leis, ativismo político e proibições impostas. Cada um se desperta para um determinado tema de uma forma bastante peculiar. Se eu conseguir que pelo menos 1% das pessoas que virem o outdoor acessem o link terraqueos.org lá indicado, isso já será uma grande conquista. Se desses que assistirem ao vídeo, 1% se tornar vegano, será mais uma vitória!

Mapa Veg - O outdoor está localizado em qual local exatamente?

Leonardo Machado - Está localizado bem no início da av. Castanheiras, em Águas Claras, Brasília (DF). 

Mapa Veg - Qual o período de vigência da publicidade?

Leonardo Machado - Um mês.

Mapa Veg - E as dimensões do outdoor?

Leonardo Machado - 9 m x 3,60 m.

Mapa Veg - Você teve alguma dificuldade para ter a publicidade aprovada por causa do tema?

Leonardo Machado - A empresa dona do espaço me questionou diversas vezes sobre qual seria o tipo de imagem a ser exposta. Segundo eles, o GDF (Governo do Distrito Federal) poderia causar problemas caso mostrassem imagens fortes. Enviei então um rascunho de como seria o outdoor e foi imediatamente aprovado. O dono da empresa, BPA Painéis, se mostrou inclusive bastante solidário à causa e se propôs a prolongar o período de exposição por mais um mês sem custos extras.

Mapa Veg - Como outros ativistas podem colocar uma publicidade semelhante em suas cidades e qual foi o custo do serviço?

Leonardo Machado - O primeiro custo é o aluguel do espaço. Em todo outdoor, há um pequeno anúncio onde está o nome e o telefone da empresa responsável por ele. Basta então ligar e consultar o custo e a disponibilidade. Locais de grande circulação de carros, como EPTG, EPIA, Estrutural, EPNB (rodovias de Brasília) são os mais caros, em torno de R$ 2.200/mês. Áreas mais residenciais custam a partir de R$ 800/mês [custos em Brasília - consulte os serviços de outdoor em sua cidade].

O segundo custo é a produção da arte. No meu caso, eu mesmo fiz, pois tratava-se de algo tecnicamente bastante simples. O trabalho pode ser feito em programas como Photoshop, Gimp, Corel ou qualquer ferramenta mais profissional de manipulação de imagem. Como a imagem terá uma grande dimensão, muito provavelmente ela será ampliada, portanto usem imagens com bastante definição para que não percam qualidade na ampliação.

O terceiro custo é a impressão. Dependendo do outdoor, você irá usar lona ou papel. Lona é usada em painéis mais modernos com iluminação noturna. A vantagem da lona é sua durabilidade de seis meses, podendo ser reutilizada. A desvantagem é o custo maior. Para meu outdoor, paguei R$ 800,00 pela impressão. O local para imprimir a arte, geralmente, já é uma indicação da própria empresa dona do outdoor. Quando a arte estiver impressa, a empresa buscará e fará a instalação para você. O custo da instalação já está incluso no aluguel do espaço.

Obviamente, existe toda uma ciência de marketing para tornar a mensagem mais efetiva. Como não tenho formação em publicidade ou marketing e sou apenas um curioso, busquei algumas dicas rápidas na internet, como o uso recomendado da fonte Arial e a priorização de uma mensagem curta, direta e que instigasse o público.

Devido aos altos custos dessa empreitada, pretendo buscar algum apoio para os próximos outdoors por meio de crowdfunding (financiamento coletivo) ou de uma discreta publicidade de lojas e restaurantes veganos da cidade. Pretendo também explorar outras fontes de publicidade como outdoors virtuais no Facebook por meio de postagens patrocinadas.

Agradeço de coração por esse espaço cedido. Espero que inspire outros a diversificarem as formas de ativismo.

Mantenho também um canal no YouTube chamado Argumentos Veganos, caso queiram conhecer um pouco mais da minha visão sobre o veganismo.

Abraços e sucesso para o Mapa Veg e para o veganismo!

Fonte: Mapa Veg 

Nenhum comentário:

Postar um comentário