10 dicas para lidar com a ansiedade de separação dos cães

caes_sozinhos_01
Alguns cachorros se desesperam ou se deprimem ao ficarem sozinhos, mas os estímulos certos ajudam seu animal a ficar calmo e se divertir na sua ausência.


É muito comum cães demonstrarem irritabilidade quando são submetidos a situações em que ficam afastados dos donos. Porém, este problema, nomeado por especialistas de ansiedade de separação, pode ser solucionado se o dono souber como manejar os sentimentos de seu companheiro oferecendo estímulos positivos.

O porquê do sofrimento com a ausência do dono

Os cachorros estão geneticamente condicionados à crença de que estar em grupo aumenta a chance de sobrevivência, pois seus antepassados tinham melhores chances de se alimentar e defender quando atuavam em conjunto. Esta necessidade herdada permaneceu nos cães domesticados, que veem seu dono como líder da matilha e, por isso, sofrem com a sua ausência.

Manifestações comportamentais de desespero e depressão

As manifestações comportamentais do cão que sofre com ansiedade de separação geralmente são facilmente identificáveis. Cães que, ao perceberem que seu dono irá se ausentarlatem ouchoram ininterruptamente, tentam destruir portas com arranhões, mordidas e pancadas, babam ou se lambem demonstrando fragilidade ou se automutilam de alguma forma, demonstram através destes sinais de estresse que sofrem com este problema.
Há, porém, animais que demonstram sofrimento de maneira mais sutil, com um comportamento depressivo, não se hidratando ou alimentando e ignorando quaisquer estímulos na ausência do dono.
É importante estar atento ao comportamento do animal, pois mesmo quando estes não chamam a atenção o sofrimento físico e psicológico decorrente da ansiedade de separação pode aumentar o risco de o animal desenvolver problemas de saúde diversos.
caes_sozinhos_02

Como lidar com a ansiedade de separação

  1. Proporcione independência na rotina para segurança emocional: Cães precisam se acostumar no dia a dia a terem atividades sozinhos, sem o dono, tanto para que ele desenvolva suas capacidades exploratórias e dê liberdade para o dono ver um filme no sofá de casa, receber amigos ou namorar, quanto para que o animal se sinta confiante em uma eventual falta de humanos na casa.
  2. Use o comando “fica!”: O cão deve ser acostumado a ausências temporárias por meio do comando “fica!”, pois o animal ao ficar parado, ver o dono sair do campo visual e retornar, percebe que não é necessário demonstrar insatisfação quando ele voltar.
  3. Diga não às longas despedidas: Dar carinho extra e pedir desculpas ao cão antes de sair só servirá para deixá-lo mais ansioso e propenso ao sofrimento. Na hora de sair vá embora sem cerimônia.
  4. Associe a saída a uma recompensa: Dê um brinquedo  que seu cão goste muito antes de sair e retire da posse dele assim que chegar. O acesso ao brinquedo deve ser exclusivo para momentos de ausência, para que o cão atribua a sua saída a esta diversão e se sinta bem.
  5. Dê liberdade de circulação ao cão: Permita que o animal tenha livre acesso à casadurante sua ausência para que ele possa se sentir mais calmo e seguro nos espaços de convivência comum com seu dono.
  6. Deixe objetos com seu cheiro: Se precisar isolar o cachorro em um cômodo, deixe com ele objetos com seu odor para que ele associe à sua presença e se sinta calmo.
  7. Evite contextos traumatizantes: evite que durante sua ausência seu animal seja submetido a qualquer tipo de susto, como barulhos e queda de objetos.
  8. Ocupe seu cão: proporcione atividades para ocupar o cão física e mentalmente. Esconda petiscos pela casa para ele procurar ou prenda-os em uma garrafa pet com pequenos furos para ele gastar tempo tentando comer.
  9. Não chegue fazendo festa: Não dê atenção ao cão imediatamente após a chegada. Mantenha-se calmo e relaxado, tire os sapatos, vá ao banheiro, tome um banho e só depois dê o carinho e atenção a devida ao seu companheiro. Além de ensiná-lo a respeitar seu espaço, ele vai entender que a sua saída não foi um grande drama.
  10. Considere a possibilidade de ter outro cão: Ter um companheiro, de preferência do sexo oposto, além de ser mais um motivo de felicidade para você, pode ajudar seu cão a passar o tempo com menos ansiedade durante sua ausência. Ambos vão se divertirbastante juntos!

Um comentário:

  1. Adorei as dicas!!! Parabéns pela ótima postagem!! Muito clara e útil!!

    ResponderExcluir