Os três vegs da questão animal

Imagem: vegetarianmark.net



Quais as diferenças entre vegetarianos, vegetarianos estritos e veganos?

1. Vegetariano: quem não come carne de nenhum animal. Existem três tipos de vegetarianos:

- Ovolactovegetariano: quem não come carne de nenhum animal, mas consome ovos, leite animal e laticínios (pode consumir ou não mel);

- Lactovegetariano: quem não come carne de nenhum animal nem ovos, mas consome leite animal e laticínios (pode consumir ou não mel);

- Ovovegetariano: quem não come carne de nenhum animal nem consome leite animal ou laticínios, mas come ovos (pode consumir ou não mel).

2. Vegetariano estrito: quem não come carne de nenhum animal nem consome leite animal, laticínios (queijos, iogurtes, sorvetes, chocolates etc. feitos com leite animal), ovos ou mel. 

3. Vegano: vegetariano estrito que não usa roupas, acessórios etc. de couro, lã, pele, pena ou seda; não frequenta "atrações" que utilizem animais, como zoológicos, circos e aquários; não usa quaisquer produtos (alimentícios, cosméticos, limpeza etc.) de empresas que façam testes em animais.

Como se pode notar, o veganismo vai além da alimentação - é uma filosofia de vida a favor da completa abolição animal. Por isso, termos como 'dieta vegana' e 'comida vegana' são errôneos. O correto seria dizer 'dieta vegetariana estrita' ou 'comida vegetariana estrita'. O erro maior disso vem do fato de que um indivíduo vegetariano estrito não necessariamente é vegano: ele pode abolir de seu cardápio todos os tipos de carne, leite animal, laticínios, ovos e mel, mas vestir roupa de lã/couro/pele/seda, usar produtos de empresas que testam em animais, frequentar locais de suposto "entretenimento" que exploram animais.

Contudo, talvez por uma desinformação originada nos primórdios dos movimentos vegetariano e vegano, mas provavelmente mesmo por uma tentativa de simplificar a linguagem - em vez de dizer "sou ve-ge-ta-ri-a-no es-tri-to", "sou vegano"; em vez de os restaurantes dizerem "temos feijoada ve-ge-ta-ri-a-na es-tri-ta", "temos feijoada vegana"; em vez de "ve-ge-ta-ri-a-ni-zar es-tri-ta-men-te uma receita", "veganizar uma receita" -, convencionou-se usar o termo 'vegano' para a alimentação, referindo-se à comida sem carne ou qualquer outro ingrediente animal (leite, ovos e mel) como comida vegana (receita vegana, restaurante vegano etc.). 

O portal Vista-se tem uma tabela ilustrativa.



Em nossos textos, usamos sempre o termo 'vegano', pois essa é nossa filosofia e desejo para a humanidade. Assim, dizemos que nossos eventos terão "comida vegana"; aqui em nosso blogue, e eventuais postagens em nossas redes sociais, é a mesma coisa. O próprio nome da nossa série 'Veganismo na infância' (ver nos marcadores ao lado) é um exemplo - e nela, há matérias que retratam crianças criadas dentro do veganismo, mas também aquelas que ainda são vegetarianas. Já o marcador 'personalidades vegs' traz textos que retratam a vida de vegetarianos e veganos ilustres, por exemplo. Além disso, mantemos os termos usados nas matérias que replicamos - as nacionais e as traduzidas -, que ora usam 'vegano', ora usam 'vegetariano'.

Escrevemos este texto como um esclarecimento, afinal muitas pessoas têm dúvidas sobre essas denominações, inclusive os próprios vegetarianos/vegetarianos estritos/veganos. Quem se confundia e está lendo esta postagem agora, daqui pra frente já saberá fazer a distinção quando deparar com esses termos - seja por aqui no blogue, seja em outros textos on-line ou impressos, seja na vida real.

Mas independentemente de nomes, o importante é que cada um de nós façamos nossa parte, em direção a uma completa libertação animal. Ao contrário do que muitos pensam, não é difícil se tornar vegano, e atualizamos este blogue diariamente com informações que podem ajudá-lo e incentivá-lo nessa mudança de vida que será muito positiva não somente para os animais, mas também para a sua própria saúde e para o meio ambiente. E quanto mais veganos houver no mundo, mais fácil será essa mudança pessoal, pois maior será a oferta de produtos e serviços livres de crueldade animal para atender a esse público.

Como dissemos acima, essa é nossa filosofia e bandeira. Go vegan!

Nenhum comentário:

Postar um comentário